Buscador do Absurdo

Buscando respostas do mundo
Parti em busca sagrada
Um espelho diante da alma
Bebendo do sangue da mata
Me vi ego dissolvido no espaço
Eu mesmo, futuro, presente e passado
Cristal me mostrando mil faces
Perdido em mim mesmo:
Encontrar-me
Livre das amarras da identidade
Tornei-me o Tudo e o Nada
Em uma viagem Cósmica, velada
Perceber minha essência sagrada.

0 comentários:

Postar um comentário

Seguidores