Microcosmos

Eis que ouço o chamado
Da mata, dos deuses, das árvores
E como momento mágico
Sou lançado para dentro de mim mesmo
E o que era só corpo se torna espaço
Mergulho através do portal que eu sou
E me vejo abismo e céu em esplendor
Vejo seres radiantes de outros planos
Pequenos, grandes, impactantes
Olhos por toda parte me olhando
Árvores bailando, seres as contemplando
Dríades poderosas em seus tronos
Verdes templos captando o cosmos
Portais para o Divino Mistério
E eu, microcosmo...
Habitando e sendo habitado
Contemplo o movimento do Universo
Dentro do meu próprio templo-corpo.

0 comentários:

Postar um comentário

Seguidores