O Chamado

Eis o grande chamado. Almas despertem! Eis que é chegada a hora. Mortos emergem de seus túmulos-corpos e ao reacender a sagrada chama seus sepulcros se tornam templos. Não venho oferecer verdades absolutas acorrentadas em dogmas ou ditar regras, empurrando livros santos como se fossem manuais práticos de sobrevivência. Não venho desrespeitar a individualidade de ninguém, mas sim falar sobre o Universo em potencial existente em cada ser humano. Aqui não há mentira. Aqui não há hipocrisia. Aqui não há templos de engano cheirando a flores mortas. Aqui apenas há o espaço para todo livre pensador, consciente de sua parcela como co-criador, como radiante estrela de leis próprias. Eis a temida e desejada fonte das maravilhas, acessível a todo aquele que possuir sede. Mas cuidado, pois o espelho de suas águas pode fulminar os despreparados antes mesmo do primeiro gole. Aqui não há lugar para os fracos e suas tolices. Não há espaço para os seres programados e masoquistas inconscientes, embriagados na ilusão da pseudo-realidade. Aqui não há a necessidade de se arrebanhar ovelhas para um grande banquete paradisíaco (ou abatedouro maquiado). Não queremos guiar ovelhas. Antes tentamos resgatar leões que foram condicionados a uma vã existência de berros e ruminação. Não queremos correntes de ignorância, pois os horizontes se apresentam repletos de possibilidades. Queremos que os verdadeiros homens-pássaros possam voar livremente no liberto céu da verdadeira vontade.
Convidamos você para uma viagem dentro de si mesmo, para um corajoso mergulho nas profundezas de sua essência. Com o maravilhoso risco de encarar todas as facetas de seu ego ou de se tornar uno com o Grande Enigma Criador. Aqui não há lugar para escravos. Malditos os filhos da mentira! Sepulcros caiados, mortos maquiados. E deixamos claro que a maquiagem pode enganar os olhos, o perfume pode enganar o nariz, mas nunca a verdadeira alma desperta. Por isso atentai! Vigiai vossos templos, ornem seus verdadeiros lares humanos. E saibam que a partir de você tudo pode ser alcançado, pois tudo é interligado cosmicamente! Conecte-se com essa grande força existente em você e no Todo e realize milagres. Isso se chama orar. Comande suas legiões e os elementos sagrados. Impere sua vontade pura, com o amor que impulsiona astros, pois os reis serão lembrados e exaltados. E atentem para uma coisa: há muita diferença entre humildade e humilhação. Peça a seu Mestre Interno e impere no externo, pois sois filhos dos Deuses e não pecadores como tanto ensinaram/programaram.
Que túmulos tremam, mortalhas se rasguem, templos de engano venham a ruir! Pois só há um templo que é teu corpo, o magnífico sacrário que acolhe Deus. Eis que é chegado o tempo e se anuncia aos quatro cantos o novo tempo! Ovelhas cegas se encaminham para um abismo disfarçado de céu e aqueles que não possuírem asas terão como fim o aniquilamento. Mas há esperança... Pois se anuncia o tempo e já pode ser visto no céu os homens alados. E dessa vez as tesouras da iniqüidade não alcançam suas asas douradas.



















Carta a um Iniciado


Contempla! É tua verdadeira face que vos apresento, ofertando as chaves do autoconhecimento. Não te darei um livro, mas sim um espelho. Mostrarei Deus e não um personagem criado. Revelarei o santo Graal existente no mais profundo de seu ser, acessível, pela porta de um simples pensamento. Opera tua vontade e esqueça todo o lixo que vens trazendo acumulado por anos. O envenenamento que provém do berço pode ser curado para sempre. Basta um mergulho, para dentro de si mesmo, e sobreviver ao abismo que desconhecias haver tão perto. Exorcizar a si mesmo, banir os monstros que alimentaste uma vida inteira com a tua própria essência.
Mas como distinguir os anjos das serpentes? Eis que te mostro o mundo e desconheces a si mesmo? Não sucumba no erro do não ser você mesmo. Quantas máscaras sobrepostas impedem tua vista e quantas camadas possuem a tua couraça? Quem és? Qual o teu verdadeiro nome? Não te entrego um dogma, porém um espelho e uma viagem sem volta para dentro de si mesmo. Lá encontrarás os deuses, cada qual presente em suas cósmicas células. Lá estarás frente a frente com o fim e o começo. Verás infernos e céus, ninfas de pura luz e criaturas horrendas. Verás um corredor de infinitas portas em sua mente. Chaves terás, mas terás também de enfrentar labirintos e confusas tormentas. Cada porta mostrará um mundo, cada qual com corredores e portas diferentes. Perceberás tudo isso com espanto e serenidade. Ver-se-á como o tudo e, no entanto sem o ser. Terás acesso a tudo, embora tudo esteja dentro e ao mesmo tempo fora de você. Terás que operar tua vontade verdadeira e não temer nada a não ser a si mesmo. Saber que muitos foram e jamais voltaram presos em alguma porta de seus inconscientes. Saber que muitos hoje são escravos por desconhecerem o real querer. Lidar com paradoxos pode levar à glória eterna ou fadar à loucura e ao sofrimento. Verás que muito perderá o sentido, embora por isso mesmo qualquer coisa, por menor que seja, estará repleta dele. Comandarás os ventos de tua mente, assim como administrarás o fogo de tuas idéias. Criarás mundos e terás respeito, mas também destruirás mundos e serás odiado na terra dos cegos e paraplégicos do espírito. Encontrarás tesouros ocultos e serás capaz de encantar qualquer ser vivente. Falarás com árvores e sentirás o poder existente em uma pedra. Saberás que palavras têm poder e pagarás altos preços enquanto de sua língua não fores mestre. Abrirás qualquer porta com o teu verbo de vontade ou se acorrentarás por longo tempo. Serás senhor de si mesmo e por isso mesmo tantos reinos só o serão se assim quiserdes. Verás reis em mendigos e porcos em reis. Penetrarás nos olhos, corações e mentes, e não haverá mentira que não seja descoberta. Serás um deus, mas não o que chamam de Deus. Perceberás erros tão imensos prevalecendo e verdades tão claras despercebidas à sarjeta. Verás lobos em cordeiros e serpentes que são dragões guardiões do sagrado conhecimento. Ao se acenderem as velas de teus centros energéticos te perceberás como templo, sacrário do Universo. Encontrarás a pedra filosofal encerrada no negror de teu ser e assim sendo terás o tão buscado elixir dos alquimistas. Ouro será o que tocardes, porém saberás que ouro também chumbo pode tornar-se. O poder é seu e cabe a você mesmo usá-lo...
Sabendo de tudo isso, passarás muito mais tempo a refletir sobre a mínima decisão a ser tomada. Não julgarás a mais ninguém senão a si mesmo. E verás a divindade latente em cada ser, mesmo que encoberta. Guiarás a muitos, sim, assim como fostes e és guiado. E dirás a todos que possuírem ouvidos que todos são universos em potencial, cada qual com sua própria Lei. Mostrarás o verdadeiro mestre, por mais que muitos teimem em buscar os outros mestres. Pedirão milagres e curas e perguntarão sobre futuro, presente e passado. E por mais que digas que as respostas eles mesmos possuem, não darão ouvidos, pois só os podem dar quem os possui. Jogarão a primeira, a segunda e a terceira pedra, mas com as pedras construirás pontes, estradas e castelos. Mostrarás o mesmo espelho que te mostrei, e se assustarão e te culparão por mostrar-lhes bestas horrendas, ou perceberão Deus em seus corpos-templos; mas mesmo assim continuarás firme em tua senda, pois saberás que não há preço por tamanha riqueza e que não há volta quando o caminho seguido é você mesmo. Carregarás o espelho, encantando e apavorando quem olhar dentro dele. Serás um mago, guardião de segredos, conhecedor do astral, transmutador de egos e portarás a luz dos mistérios. Atravessarás mundos, equilibrando luz e trevas. O sagrado será seu legado e serás rei tanto na terra como nos céus, pois compreenderás que ambos se refletem. Contempla...

0 comentários:

Postar um comentário

Seguidores