Palácio onírico


E quando eu perceber que tudo foi um sonho, apesar da radiante realidade vivenciada no palácio de Hipnos, abrirei meus olhos repletos de lágrimas, olharei para as cobertas que me envolveram durante a noite, já tão frias e sem sentidos, perdido na imensidão das lembranças de uma madrugada bela e distante. Sentirei o peso das paredes sempre iguais a me esmagar o peito. Escutarei o riso humilhante do palhaço da realidade e chorarei junto a ele, executando um réquiem dissonante e macabro.
Quando eu perceber que tudo não passou de um sonho, me prenderei às lembranças, me armarei com a saudade, matando a cruel e fria realidade. Cairei no abismo da insanidade, tornando este meu cárcere, negando a suposta liberdade dos dias mecânicos e iguais. Procurarei a cada noite, a cada cerrar de olhos, o caminho de volta para o meu mundo de contos-de-fadas. Mesmo que eu encontre no caminho barreiras, abismos, labirintos e escadas, mesmo assim persistirei em minha jornada, negando as viciantes vias do que dizem ser a verdade.
Quando eu sentir a dor do regresso do mundo dos sonhos não verei mais sentido nas paredes frias, na cama desarrumada e vazia, no retrato amarelado pelo passar dos dias.
Quando eu perceber que tudo foi só um sonho, me condenarei por ter bebido do cálice da felicidade enquanto visitava a ilha mágica onírica, rasgando os dogmas da realidade programada e me tornando um assassino de paredes de concreto.
Quando eu perceber que tudo foi só um sonho, negarei as correntes que forjaram para mim e sairei em busca das lembranças que só para mim fazem sentido, tentando achar o caminho para o meu mundo de verdade, para vocês fictício.

2 comentários:

gabi 30 de dezembro de 2008 11:59  

queria eu ter o dom da escrita!! depois da música , é na minha opinião a forma de expressão mais bonita que o ser humano criou!!

Analuka 25 de fevereiro de 2009 10:05  

Olá, amigo. Está muito bonito o teu blog! Aprecio especialmente este trabalho que colocaste no cabeçalho da página. Desejo um ano luminoso e fecundo, que a Arte faça sempre parte de nossas vidas, almas e caminhos! Abraços alados azuis.

Postar um comentário

Seguidores